SINTOMAS E CONSEQUÊNCIAS DA DOENÇA CELÍACA

Sintomas e consequências da doença celíaca: o que você precisa saber!

A doença celíaca é uma condição autoimune que afeta cerca de 1% a 3% da população mundial. Ela ocorre em pessoas que são intolerantes ao glúten, uma proteína encontrada no trigo, cevada e centeio. Quando uma pessoa com doença celíaca consome glúten, seu sistema imunológico ataca o revestimento do intestino delgado, o que pode levar a uma série de sintomas e complicações. Neste artigo, discutiremos os sintomas e consequências da doença celíaca e como ela pode ser tratada.

Sintomas da doença celíaca

Os sintomas da doença celíaca podem variar amplamente entre as pessoas e muitos deles semelhantes são aos de outras condições digestivas, o que torna o diagnóstico da doença um desafio. Contudo, alguns dos sintomas mais comuns incluem:

  • diarréia crônica
  • dor abdominal
  • Inchaço
  • Perda de peso inexplicável
  • fadiga
  • Anemia
  • Irritação na pele
  • desnutrição
  • Ademais, crianças com doença celíaca podem apresentar atraso no crescimento e no desenvolvimento.

Consequências da doença celíaca

Se não for tratado, a doença celíaca pode levar a uma série de complicações de saúde, incluindo:

  • Desnutrição: a inflamação do revestimento do intestino delgado pode impedir a absorção adequada de nutrientes, o que pode levar à desnutrição.
  • Osteoporose: a desnutrição também pode levar a perda de massa óssea, o que pode levar a osteoporose e fraturas ósseas.
  • Infertilidade e aborto espontâneo: a doença celíaca pode afetar a fertilidade em homens e mulheres, e pode aumentar o risco de aborto espontâneo.
  • Câncer: pessoas com doença celíaca têm um risco aumentado de câncer de intestino delgado e linfoma.
  • Outras complicações: outras complicações incluem anemia, deficiências nutricionais e doenças autoimunes.

Diagnóstico da doença celíaca:

O diagnóstico da doença celíaca envolve uma combinação de exames de sangue e biópsia intestinal. Portanto o exame de sangue pode detectar indivíduos associados à doença celíaca, enquanto uma biópsia intestinal pode confirmar o diagnóstico.

Tratamento da doença celíaca:

A única forma de tratamento efetivo para a doença celíaca é uma dieta livre de glúten. Pois significa evitar completamente alimentos que misturam trigo, cevada e centeio, bem como outros alimentos que podem conter glúten, como molhos e sopas. É importante ler os rótulos dos alimentos com cuidado e optar por alimentos naturalmente sem glúten, como frutas, legumes, carne, peixe e frango.

Contudo a dieta livre de glúten deve ser seguida rigorosamente, mesmo que os sintomas desapareçam, pois a ingestão de glúten pode causar danos ao intestino delgado. Em suma, é importante obter aconselhamento nutricional para garantir que a dieta forneça todos os nutrientes necessários. Suplementos vitamínicos também podem ser recomendados. Portanto, é importante lembrar que seguir uma dieta livre de glúten pode ser um desafio, mas com o tempo, pode se tornar uma parte normal da vida cotidiana. Com o suporte de profissionais de saúde e grupos de apoio, as pessoas com doença celíaca podem levar uma vida saudável e plena, mesmo sem o consumo de glúten.

Similar Posts